Secretaria de Saúde capacita servidores para município atender indicadores do programa Previne Brasil

O Programa Previne Brasil, lançado em 2019, prevê uma série de indicadores de saúde pública que os municípios devem atender para melhorar a assistência à população e a cobertura da Atenção Primária à Saúde. Em Campina Grande, a Secretaria Municipal de Saúde está capacitando todos os servidores da Atenção Básica para alcançar os indicadores e, principalmente, melhorar a qualidade do atendimento.

Durante toda esta semana os agentes comunitários de saúde, enfermeiros, técnicos e médicos da Estratégia de Saúde da Família estão passando por treinamentos. Na semana passada, os odontólogos e auxiliares de saúde bucal passaram pela capacitação. O Previne Brasil, além de qualificar o atendimento visando ao cidadão, também está sendo utilizado como balizador para o envio de recursos do Governo Federal para os municípios. Por isso, a Secretaria de Saúde vai formular meios de recompensar as equipes com os melhores resultados.

O programa tem sete indicadores e o município precisa atender, no mínimo, 60% da sua população de cobertura em todos os indicadores, que são: seis consultas de pré-natal nas gestantes entre a primeira e a vigésima semana de gestação; gestantes com realização de exames para sífilis e HIV; gestantes com atendimento odontológico; cobertura de exame citopatológico; cobertura vacinal de poliomielite inativada e de pentavalente; pessoas hipertensas com pressão arterial aferida em cada semestre e diabéticos com solicitação de hemoglobina glicada.

Campina Grande já atingiu mais de 50% do percentual em cada indicador e está próximo de atingir a meta. A cidade tem 75% da sua população estimada cadastrada no Sistema Único de Saúde, o que representa cerca de 340 mil pessoas.

A Secretaria de Saúde também já iniciou uma reestruturação física das Unidades Básicas de Saúde com os prédios mais comprometidos, iniciando a força-tarefa por dez unidades. Além disso, a gestão também está promovendo treinamento de atendimento humanizado para melhorar a recepção, abordagem, acolhida e o tratamento aos pacientes. Outra melhoria, já em curso de implantação, é a informatização de todos os processos da Atenção Básica, o que vai otimizar a oferta e demanda de exames e consultas, além de promover mais acessibilidade para o cidadão navegar pela rede de cuidados do SUS na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *