RECUOU: PT apaga nota de apoio à ditadura da Nicarágua

Após a repercussão negativa, o Partido dos Trabalhadores (PT) decidiu apagar do seu site oficial a nota de celebração às eleições da Nicarágua, que deram a vitória ao ditador Daniel Ortega, no poder há 14 anos.

Daniel Ortega e sua mulher Rosario Murillo não tiveram competidores nas urnas: mandaram prender todos. Há dois meses enjaularam sete candidatos de oposição e, pelo menos, 130 dos seus simpatizantes.

Oito de cada dez nicaraguenses não votaram, informa a organização Urnas Abiertas, que calcula a abstenção média nacional em 81,5%. Ou seja, só dois de cada dez eleitores foram às urnas. E, entre esses, uma parcela significativa rejeitou votar no casal de ditadores.

No texto publicado e apagado pelo PT, a sigla classificava o pleito como “uma grande manifestação popular e democrática” e o resultado confirma “o apoio da população a um projeto político que tem como principal objetivo a construção de um país socialmente justo e igualitário”.

A nota de apoio do PT à ditadura da Nicarágua, gerou reações negativas de internautas que criticaram a defesa do partido de esquerda ao regime ditatorial de Daniel Ortega.

Terra Brasil Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *