Programa de Incentivo ao Esporte de Sapé vai ajudar time Confiança com auxílio financeiro

A Prefeitura de Sapé encaminhou, nesta quinta-feira (28), à Câmara Municipal um projeto de Lei para criar o Programa Municipal de Incentivo ao Esporte. Com a aprovação, a gestão municipal fica autorizada a garantir apoio ao esporte local, incluindo ao time do Confiança que disputa a segunda divisão do Campeonato Paraibano. O prefeito Major Sidnei espera que os vereadores aprovem a matéria para garantir o incentivo necessário ao esporte e, sobretudo, ajudar o Confiança a avançar no Campeonato.

“A aprovação desse projeto regulariza uma parceria que estamos firmando com o Confiança, no valor de R$ 30 mil. O Confiança é um time campeão, está formando uma equipe para a segunda divisão do campeonato paraibano e a cidade está na torcida. Diante disso, a Prefeitura não poderia ficar fora dessa parceria. Sapé é maior do que tudo que já aconteceu no passado”, destacou o prefeito.

O Projeto de Lei tem por objetivo promover e consolidar o esporte como direito social guiado pelos princípios da democratização e inclusão social, valorizando a acessibilidade, descentralização, intersetorialidade e multidisciplinaridade das ações esportivas. Também fica criado com a aprovação do projeto o Fundo Municipal de Apoio ao Esporte, com unidade orçamentária destinada a dar apoio financeiro a programas e projetos de caráter esportivo.

Início – O Confiança foi fundado no dia 22 de abril de 1953, resultado da divisão do Atlético, uma equipe amadora de Sapé. O nome do clube foi uma homenagem ao Moinho Confiança, de propriedade de Genival Torres, que doou todo o material esportivo, sendo inclusive um dos fundadores.

Estreou no Campeonato Paraibano em 1958, mas o clube se profissionalizou apenas em 1996. Em seu primeiro ano de competição, terminou em terceiro lugar e o grupo contava com os jogadores: Lúcio, Warlei, Washington Lobo, Ramiro, Betinho, Willian, Eduardo Luiz, Cícero, Reinaldo Rogério e Forly.

No ano seguinte, o Confiança consagrou-se campeão paraibano de futebol, sendo o primeiro – e até hoje, único – time do Brejo a conseguir a honraria. O grupo campeão contava com o goleiro Lúcio, além dos jogadores Warlei, Careca, Betinho, Cícero, Glauco, Willian, entre outros. O presidente da época era João Máximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *