Prefeitura de Campina Grande realiza mais de 100 atendimentos no primeiro dia da Semana do MicroempreendedorCampina Grande realiza dias C de vacinação contra covid-19 para criançasPrefeitura entrega tablets e fardamentos a Agentes Comunitários de SaúdeBruno recebe empresários e estabelece metas para o setor melhorar a qualidade dos serviços à população de Campina GrandePrefeitura suspende serviço emergencial de transporte público para distritos, após normalização das linhasProjeto reserva 5% dos postos de trabalho para vítimas de violência domésticaNo Curimataú, consórcio intermunicipal é alternativa para cidades ofertarem consultas médicas para populaçãoPré-candidatos podem iniciar vaquinha virtual a partir de domingoBruno entrega kits escolares a estudantes da Escola Municipal Presidente KennedyPrefeitura de Campina realiza Semana do Microempreendedor IndividualBruno reage ao boicote das empresas de ônibus e coloca frota a disposição da população com tarifa zeroBruno assegura apoio da Prefeitura de Campina Grande à Mayara Rocha em competição internacionalQuase 57 mil recém-nascidos foram registrados sem o nome do paiGoverno Bolsonaro zera imposto de importação de alimentosJustiça decide que Pazuello não é responsável pela crise de oxigênio em ManausNo apagar das luzes do governo João Azevedo, PT rompe atacandoCampina Grande marca presença na Expo Turismo ParaíbaPrefeitura de Campina Grande garante na Justiça o transporte público para os distritosPrefeitura de Campina Grande promove avanço nas políticas públicas em benefício das pessoas com deficiênciaPrefeitura de Campina recebe prêmio de Cidade Empreendedora da região Nordeste na categoria Prefeito Empreendedor

Prefeitura de Campina Grande é notificada pela Justiça para demolir, a curto prazo, casas no bairro da Liberdade

Prefeitura de Campina Grande é notificada pela Justiça para demolir, a curto prazo, casas no bairro da Liberdade

A Procuradoria Geral do Município de Campina Grande já foi notificada de decisão do Tribunal de Justiça da Paraíba, que manteve a sentença do juiz Ruy Jander, da 3ª Vara da Fazenda Pública, determinando a demolição de imóveis construídos irregularmente na rua Santa Catarina, no bairro da Liberdade, em Campina Grande. A ação foi proposta em 2016 pelo Ministério Público. Sensibilizado com a situação das famílias, o prefeito Bruno Cunha Lima solicitou que, mesmo respeitando a sentença do Judiciário, a PGM avalie possíveis recursos para se evitar um grave problema social na cidade a curto prazo.

A decisão da Justiça considerou uma inspeção, da Promotoria do Meio Ambiente e Patrimônio Social, junto com o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura em Campina Grande, na qual foi constatado que metade da rua Santa Catarina está obstruída com imóveis construídos em área irregular, ferindo o Código de Postura e Edificação do Município.

O prefeito já acionou a Procuradoria Geral do Município (PGM), para que seja solicitada ampliação do prazo para execução dessa ação. No seu entendimento, essa é uma medida que não poderá ser tomada de forma célere, dentro do prazo determinado pela Justiça, que prevê a retirada das famílias e a demolição dos imóveis no prazo de seis meses, sob pena de multa diária de R$ 1.000,00 ao dia.

A intenção da Prefeitura é encontrar alternativas que possam criar uma possibilidade de saída para essa situação, sem desconsiderar que, se não houver saída, a decisão da Justiça deverá ser cumprida. Na avaliação do procurador do Município Paulo Porto, será bastante difícil, para a Prefeitura, reverter esse processo.

“Talvez tenhamos que cumprir essa decisão e os moradores terão de sair. O desafio é fazê-las sair da melhor forma possível, de uma forma que fique bom para o Município, que precisará cumprir uma decisão judicial, mas também para as famílias. Apesar de estarem ocupando irregularmente aquele espaço, são famílias, são pessoas e precisamos considerar essas questões. A gestão tem como objetivo resolver o problema de forma a não prejudicar os moradores das ruas vizinhas e também as pessoas que são parte desse processo”, declarou Porto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.