Prefeitura de Campina Grande destina pneus usados para empresa de reciclagem do Estado de São Paulo

Uma parceria entre a Prefeitura de Campina Grande e uma indústria de reciclagem localizada no Estado de São Paulo, a Reciclanip, está promovendo o recolhimento mensal de até 36 toneladas de pneus usados. Além de garantir o descarte correto dos pneus, a coleta desse material evita danos ao meio ambiente e auxilia no combate às doenças, evitando a proliferação de insetos, a exemplo do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e do vírus Zika.

O recolhimento dos pneus usados, cujo destino final é a indústria de reciclagem no Estado de São Paulo, acontece diariamente. Para se ter uma ideia, somente nos dois primeiros meses deste ano já foram coletadas 72 toneladas de pneus considerados inservíveis, ou seja, cerca de 4.400 unidades (média de 2.200 mês).

Em cinco anos da parceria foram coletados, na cidade de Campina Grande cerca de 2.100 toneladas de pneus, que passaram a ser utilizados, de maneira adequada, por uma entidade sem fins lucrativos com sede na cidade de São Paulo.

O trabalho é coordenado desde 2016 pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), que desenvolve um programa de preservação ao meio ambiente, auxiliando dessa forma no combate às doenças e despoluição de áreas públicas, muitas vezes utilizadas indevidamente pela população.

Serviço preventivo – O secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre, disse que a parceria com uma empresa de coleta e descarte adequado de pneus inservíveis, como também a instalação de um ponto fixo de coleta desse material, fazem parte das normas previstas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, aprovado em parceria com a comunidade no ano de 2014.

Já a parceria da Prefeitura Municipal com a Reciclanip existe desde 2016, por determinação do então prefeito Romero Rodrigues, cumprindo a Legislação Ambiental e atendendo à resolução 416/2009 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), que regulamenta o descarte, acondicionamento e a destinação final adequada dos resíduos pneumáticos, classificados como perigosos. O prefeito Bruno Cunha Lima, ressaltando a importância da atividade, tem mantido total apoio e incentivos ao programa.

Geraldo Nobre informou, que o recolhimento desses pneus é realizado em toda a cidade por profissionais da Sesuma e que a origem dos pneus é diversa: borracharias, revendedoras e dos próprios cidadãos que desejam fazer o descarte adequado de pneus velhos.

Após a coleta, os pneus são encaminhados para o galpão e, uma vez por mês, a Reciclanip faz o recolhimento em Campina Grande. Após coletados pela empresa, os pneus são triturados e podem ser reaproveitados como combustível alternativo para as indústrias de cimento ou de caldeiras, na fabricação de asfalto ecológico, solados de sapato, em borrachas de vedação, pisos para quadras poliesportivas, pisos industriais e tapetes para automóveis.

Ponto de Coleta – As empresas que geram esse descarte de pneus estão cadastradas e devem encaminhar o produto para o ponto de coleta fixa, que funciona de segunda à sexta-feira, no bairro da Catingueira, na rua cantor Evaldo Braga, 134, em frente ao mercadinho do Naldinho. O recebimento dos materiais acontece das 8h ao meio-dia e das 14h às 17h, além do sábado pela manhã.

Segundo a engenheira Rafaela Oliveira, coordenadora do programa Recicla Campina, da Prefeitura de Campina Grande, o trabalho da Reciclanip consolida o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis, criado em 1999 pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), entidade que representa os fabricantes de pneus novos.

Reciclanip – Criada em 2007, por fabricantes de pneus novos, a Reciclanip promove a coleta e o destino ambientalmente adequado de pneus usados e não mais utilizados para a rodagem. O trabalho contribui para a preservação da natureza e melhoria da qualidade de vida da população.

Os pneus inservíveis, quando descartados de forma irregular no meio ambiente, se tornam um grande problema por conta de suas propriedades químicas e são responsáveis por poluir o meio ambiente. Se jogados em rios e córregos, os pneus podem obstruir a passagem da água e facilitar o risco de enchentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *