Prefeito de Campina Grande lança plataforma on-line que deve impulsionar a economia em tempos de pandemia.

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima lançou na manhã desta segunda-feira, 31, o marketplace exclusivo para as micro, pequenas e médias empresas de comércio e de serviços da cidade. Trata-se da plataforma Vitrine Digital Campina Grande (https://www.vitrinedigital.campinagrande.br/) lançada com mais de 100 lojas, de vários segmentos econômicos, já cadastradas e prontas para atender aos clientes. Durante entrevista coletiva, Bruno destacou a importância dessa plataforma de marketplace, uma realização da Prefeitura Municipal em parceria com o Sebrae, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Associação Comercial (ACCG) e outras instituições. O lançamento, que também contou com a presença do vice-prefeito, Lucas Ribeiro, aconteceu por meio de uma live realizada no Partage Shopping.

A plataforma é uma alternativa para o enfrentamento do atual momento de instabilidade, sobretudo em Campina Grande, cuja economia é basicamente voltada para o comércio e a prestação de serviços. O Marketplace é totalmente campinense, permitindo que os micros e pequenos também tenham a chance de concorrer, no ambiente digital, com outras plataformas existentes no mercado nacional. A diferença, neste caso, está justamente no foco local, que valoriza o comércio da cidade e possibilita que o máximo de recursos circule na cidade.

Segundo Bruno, a meta é ajudar o setor comercial da cidade, por meio de um grande shopping virtual. Com isso, os consumidores terão a possibilidade de realizar compras através desta plataforma. Ele enalteceu a participação das entidades envolvidas na execução do projeto e destacou que a iniciativa deverá fortalecer, ainda mais, o comércio de Campina Grande, um dos setores mais importantes para a economia do município.

“Mais uma vez, com o empenho de todos que fazem a gestão municipal e as entidades parceiras, estamos lançando algo que realmente causará impacto na vida das pessoas e trará resultados positivos para a economia de Campina Grande. Os campinenses terão a oportunidade de comprar, em Campina, sem precisar sair de casa”, disse.

Ainda segundo Bruno, o marketplace não vem para fechar a loja física, mas vem para ampliar as fronteiras. “Nós estamos trabalhando aqui para expandir as nossas fronteiras e expandir as fronteiras do comércio de Campina”, afirmou. 

Inicialmente, o marketplace está com mais de 100 empresas inscritas, com a possibilidade de expansão num momento posterior. Cada lojista que aderir ao serviço deverá investir, mensalmente, um valor simbólico para a manutenção da loja na plataforma. Além disso, os lojistas ganharão uma consultoria em marketing digital, oferecida pelo Sebrae. E mais de dois mil produtos já foram cadastrados.

A secretária de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande, Rosália Lucas, comemorou esse passo importante para a economia do município “Esse novo momento, que acelerou o digital no mundo, Campina Grande não poderia ficar atrás. Campina, sempre pioneira em inovação e tecnologia, e hoje nós temos uma plataforma 100% de Campina Grande, você comprando na plataforma o recurso vai ficar aqui, mantendo empregos e a geração econômica da nossa cidade”, enfatizou a secretária.

Adesões.

A empresa que aderir ao marketplace terá a oportunidade de criar uma loja virtual investindo apenas R$ 19,90 ao mês. A capacitação para o máximo aproveitamento da plataforma já está sendo oferecida, gratuitamente, pelo Sebrae.

Além de oferecer um novo canal de vendas, a Vitrine Digital é uma oportunidade para que pequenos lojistas digitalizem seus negócios de uma forma descomplicada, além de empoderar os pequenos negócios, os quais representam quase 90% das empresas abertas em Campina Grande.

O empreendedor interessado em aderir ao Vitrine Digital pode se cadastrar junto por meio do número (83) 98119-8843, e ainda pelo e-mail: contato@vitrinedigital.campinagrande.br.  A iniciativa envolve: Prefeitura de Campina Grande, Sebrae, ACCG, CDL, Senai, CG Sistemas, SindLojas, Partage Shopping, FIEP, IEL e a Fundação Parque Tecnológico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *