Pesquisa 6 Sigma aponta vitória de Bolsonaro no primeiro e segundo turno.Prefeitura de Campina Grande entrega mais de 2 mil uniformes aos estudantes do projeto “Capoeira nas Escolas”Petrobras anuncia nova redução no preço do dieselIBGE estima safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022Sargento Neto solicita da Justiça que comandantes da PM antecipem as escalas de trabalho para o dia da eleição.Vereador Janduy diz que taxa abusiva da Cagepa tem provocado o fechamento de pequenos comércios.Justiça obriga candidato do PT excluir das redes sociais vídeos com discurso de ódio e ofensas ao presidente.Selo Empresa Amiga da Cultura é criado pela Prefeitura de Campina GrandeEncontro Nacional do Agro: Presidente da CNA diz que está em “nossas mãos” fazer um país melhorBrasil registra maior queda de preços em 42 anos, aponta IBGESTF forma maioria para salário de ministros chegar a R$ 46 milTRE-PB cassa registros e diplomas de candidatos a vereança de DiamanteTSE aprova com ressalvas contas de Ciro Gomes na campanha de 2018Jair Bolsonaro registra candidatura à reeleição no TSEPrefeitura de Campina Grande lança Programa “Olhar Campina” e faz entrega de óculos na manhã desta terça-feiraBolsonaro sanciona o Piso Nacional da EnfermagemPetrobras reduz preço de venda do diesel para as distribuidorasCâmara aprova projeto que acaba com “saidinha” de presos. PT, PCdoB, PSB e PSOL votaram contra.Campina Grande promove multivacinação em shopping, universidades, CRAS, escolas e crechesPrefeitura comemora criação de 1.589 vagas com carteira assinada, no Município, no mês de junho

Operação da PF combate fraudes ao auxílio emergencial em oito estados

Operação da PF combate fraudes ao auxílio emergencial em oito estados

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (4) a Operação Quarta Parcela, para combater fraudes ao auxílio emergencial pago pelo governo federal à população para aliviar os efeitos econômicos da pandemia de covid-19.

Cerca de 100 policiais federais cumprem 28 mandados de busca e apreensão e sete mandados de sequestro de bens, nos estados do Amazonas, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Rondônia, Maranhão e São Paulo. Por determinação judicial, mais de R$ 170 mil foram bloqueados.

“Os objetivos da atuação conjunta e estratégica são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas que atuam causando prejuízos ao programa assistencial e, por consequência, atingindo a parcela da população que necessita desses valores”, informou a Polícia Federal.

Além da PF, participam dessa operação o Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, a Caixa, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.