O que é Política?

Política é a atividade desempenhada pelo cidadão quando exerce seus direitos em assuntos públicos através da sua opinião e do seu voto. A palavra política tem sua origem da palavra grega “polis” que significa “cidade”. Neste sentido, determinava a ação empreendida pelas cidades-estados gregas para normalizar a convivência entre seus habitantes e com as cidades-estados vizinhas.

Definição
A política busca um consenso para a convivência pacífica em comunidade. Por isso, ela é necessária porque vivemos em sociedade e porque nem todos os seus membros pensam igual. A política exercida dentro de um mesmo Estado chama-se política interna e entre Estados diferentes, se denomina política externa. Um dos primeiros a explicar o conceito de política foi o filósofo Aristóteles. No seu livro “Política” ele define que esta é um meio para alcançar a felicidade dos cidadãos. Para isso, o governo deve ser justo e as leis, obedecidas.

Mas, para que um Estado seja bem organizado politicamente, não basta que tenha boas leis, se não cuidar da sua execução. A submissão às leis existentes é a primeira parte de uma boa ordem; a segunda é o valor intrínseco das leis a que se está submetido. Com efeito, pode-se obedecer a más leis, o que acontece de duas maneiras: ou porque as circunstâncias não permitem melhores, ou porque elas são simplesmente boas em si, sem convir às circunstâncias.

Já no século XIX, quando o mundo industrializado se consolidava, o sociólogo Max Weber definiu: a política é a aspiração para chegar ao poder dentro do mesmo Estado entre distintos grupos de homens que o compõem. Os membros de uma mesma sociedade podem fazer política quando desejam melhorias na sociedade civil. Atualmente, nas democracias ocidentais, os cidadãos podem participar da política através de associações, sindicatos, partidos, protestos e mesmo individualmente.

Vemos, então, que a política vai muito mais além do que um partido político, profissionais e instituições.

Políticas Públicas
As políticas públicas podem soar como uma redundância, pois o governo seria o principal responsável pela condução política da sociedade. No entanto, o governo tem várias atribuições como garantir o funcionamento da economia e da justiça, assegurar a defesa do território, e finalmente, o bem-estar dos cidadãos. Quando surge um problema específico e que necessita uma solução particular, aí teremos a chamada política pública.

Por isso, definimos política pública como ações do governo para resolver um problema público após análises e avaliações. Igualmente, a política pública deve contar com a participação da cidadania para a solução de problemas que atingem a sociedade civil. Hoje a política deve ser construída com a participação de todos.

Política Social
A política social pretende ser uma reestruturação da sociedade a fim de distribuir riquezas de maneira mais igualitária.

A política social tem como objetivo garantir condições mínimas de cidadania como habitação, saúde, educação e consciência ecológica.

Política Fiscal
A política fiscal será o conjunto de medidas que o governo fará para garantir o equilíbrio das contas de um Estado. Se um Estado gasta mais do que arrecada em impostos, o governo tomará ações para que isto diminua, pois sua dívida crescerá. Desta maneira, pode privatizar empresas públicas ou até diminuir o salário de funcionários.

Política Monetária
A política monetária consiste no controle da inflação, da taxa de juros e da quantidade de dinheiro que circula num país. Os responsáveis pela condução da política monetária são os Bancos Centrais e os Ministérios de Economia de um Estado que ditam as regras econômicas de um país.

Governo
A política também é a arte ou doutrina relativa à organização dos Estados e o responsável por esta missão é o governo. Ao longo do tempo, seu conceito foi se modificando e as formas de governo foram se adaptando às novas demandas sociais e econômicas.

Assim, temos vários regimes políticos como:

Monarquia
Ditadura
Teocracia
Oligarquia
Tirania
República
Demagogia
Aristocracia
Liberalismo
Socialismo
Fascismo

Na democracia, o voto é essencial para participar da política. Com a Revolução Industrial, as sociedades ficaram mais complexas. Antes, a maior parte da população estava dispersa no campo e a política era decidida por um pequeno grupo de pessoas que pertenciam à mesma classe social: a aristocracia. Após a industrialização houve o êxodo rural fazendo com que as cidades ganhassem cada vez mais importância. Surgem em cena, dois novos personagens: o burguês e o operário.

Com as duras condições de trabalho nas fábricas, os operários passam a se organizar em sindicatos e associações a fim de reivindicar melhores condições de vida. Por sua vez, os burgueses também passam a exigir dos governos garantias e facilidades para seus negócios.

Com as ideias socialistas, anarquistas e liberais surgidas nos séculos XVIII e XIX, os cidadãos passaram a ter um amplo leque de opiniões a respeito da melhor maneira de governar um Estado. Desta forma, a política passou a se organizar em partidos, com seus defensores e críticos de cada uma dessas bandeiras. No geral, as ideias políticas do ocidente se dividem em direita, centro e esquerda.

Direita – manutenção das classes sociais com privilégios para os ricos, livre-concorrência, negociação direta com o empregador, etc.
Centro – defesa da liberdade de comércio com os direitos básicos dos trabalhadores assegurados, etc.
Esquerda – defende a abolição das classes sociais, a repartição igualitária das riquezas, garantia dos direitos dos trabalhadores, etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *