Pesquisa 6 Sigma aponta vitória de Bolsonaro no primeiro e segundo turno.Prefeitura de Campina Grande entrega mais de 2 mil uniformes aos estudantes do projeto “Capoeira nas Escolas”Petrobras anuncia nova redução no preço do dieselIBGE estima safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022Sargento Neto solicita da Justiça que comandantes da PM antecipem as escalas de trabalho para o dia da eleição.Vereador Janduy diz que taxa abusiva da Cagepa tem provocado o fechamento de pequenos comércios.Justiça obriga candidato do PT excluir das redes sociais vídeos com discurso de ódio e ofensas ao presidente.Selo Empresa Amiga da Cultura é criado pela Prefeitura de Campina GrandeEncontro Nacional do Agro: Presidente da CNA diz que está em “nossas mãos” fazer um país melhorBrasil registra maior queda de preços em 42 anos, aponta IBGESTF forma maioria para salário de ministros chegar a R$ 46 milTRE-PB cassa registros e diplomas de candidatos a vereança de DiamanteTSE aprova com ressalvas contas de Ciro Gomes na campanha de 2018Jair Bolsonaro registra candidatura à reeleição no TSEPrefeitura de Campina Grande lança Programa “Olhar Campina” e faz entrega de óculos na manhã desta terça-feiraBolsonaro sanciona o Piso Nacional da EnfermagemPetrobras reduz preço de venda do diesel para as distribuidorasCâmara aprova projeto que acaba com “saidinha” de presos. PT, PCdoB, PSB e PSOL votaram contra.Campina Grande promove multivacinação em shopping, universidades, CRAS, escolas e crechesPrefeitura comemora criação de 1.589 vagas com carteira assinada, no Município, no mês de junho

Jovens com cursos técnicos têm 48% mais chances de conseguir emprego, cursos vão garantir atendimento a 100 municípios paraibanos.

Jovens com cursos técnicos têm 48% mais chances de conseguir emprego, cursos vão garantir atendimento a 100 municípios paraibanos.

Pesquisa realizada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostrou que as pessoas com curso profissionalizante têm 48% mais chance de conseguir um emprego no Brasil do que os candidatos com apenas o ensino médio. Além de mais oportunidades, os cursos técnicos também ampliam a renda. Outro levantamento realizado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) mostrou que os profissionais que fizeram cursos técnicos registraram um acréscimo, em média, de 17,7% na renda, em relação a trabalhadores com o mesmo perfil socioeconômico, que concluíram apenas o ensino médio regular. Nas regiões Norte e Nordeste, esse percentual é de mais de 21%.

Para promover um maior acesso de jovens ao mercado de trabalho e contribuir com a melhoria na faixa salarial dessa população, a Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer do Governo da Paraíba (Sejel) elaborou dois projetos para a qualificação dessas pessoas: o ‘Qualifica Juventude’ e o ‘co.liga’, que juntos estão oferecendo 57 cursos profissionalizantes em mais de 100 municípios paraibanos.

O objetivo, conforme explicou a secretária de Executiva da Juventude, Rafaela Camaraense, é capacitar aproximadamente 4 mil jovens paraibanos, observando e reforçando as potencialidades regionais e a economia criativa. “Não temos dúvida que a expansão do ensino profissionalizante pode atrair ainda mais o público jovem, principalmente os de baixa renda, sendo um meio mais rápido para qualificação profissional, acesso ao mercado de trabalho e até a formação em nível superior. Por isso, nosso olhar tem sido voltado também para essa área”, ressaltou.

O ‘Qualifica Juventude’ será oferecido em parceria com o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Já o ‘Co.liga’, é uma parceria firmada com a Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), a Fundação Roberto Marinho e o Conselho Nacional de Juventude (Conjuve).

Qualifica Juventude – Rafaela explicou que o Qualifica Juventude foi construído com o apoio da juventude paraibana. Segundo ela, a Secretaria acolheu as solicitações dos jovens e associou a demanda à promoção das potencialidades de cada região do estado.  “Esse é um projeto que não nasceu apenas da Secretaria da Juventude, mas sim da participação dos nossos jovens, fazendo escutas em vários municípios, onde recebemos muitas demandas. A partir de muito diálogo construímos essa ação que promove a qualificação profissional, o desenvolvimento regional e um futuro melhor para nossa juventude”, destacou.

Os cursos serão direcionados para os potenciais produtivos das regiões, a exemplo do turismo, gastronomia, marketing digital, gestão financeira, indústria, artesanato, agricultura, tecnologia, comércio, empreendedorismo, pesca, criação de animais, apicultura, construção civil, jardinagem, estratégia de vendas, piscicultura, agroecologia, robótica, corte e costura. Cada curso compreende uma carga horária estimada de até 48 horas, sendo realizados de maneira semipresencial e presencial, com turmas de até 20 alunos, disponibilizando vagas para três cursos por município.

No Qualifica Juventude serão injetados recursos na ordem de R$ 800 mil, provenientes do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep). A Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer do Governo da Paraíba (Sejel) em parceria com o Sistema Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) serão responsáveis pela execução do projeto.

Co.liga – São 37 cursos ofertados nos eixos de patrimônio, música, multimídia, design e artes visuais, bem como temas transversais que dão suporte à trajetória dos jovens, como empreendedorismo, línguas, cidadania e elaboração de projetos culturais. Entre as opções segmentais, estão desde fotografia, design para web e roteiro audiovisual até turismo para cidades criativas, passando por produção musical, produção de infográficos e muitos outros. Todos são gratuitos e de curta duração, com aulas on-line e realizados através da “co.liga”, que é uma escola livre, de abrangência nacional.

Os jovens participantes fazem parte de uma rede de ‘co.ligados’ e têm acesso a palestras, aulas abertas, debates, entrevistas e programação cultural on-line para a ampliação de sua formação. Os alunos recebem o certificado de conclusão após realizarem os cursos e seus certificados ficarão disponíveis em seu perfil na rede de ‘co.ligados’.

“O co.liga é um projeto inovador e que vem para ajudar os nossos jovens mais vulneráveis socialmente a encontrarem perspectivas em meio ao momento difícil que vivemos. Toda uma rede de profissionais capacitados está à disposição da juventude paraibana, trabalhando a inclusão produtiva. Quanto mais os jovens avançarem no estudo dos cursos, mais eles terão oportunidades na rede, recebendo mentoria, com acesso a editais exclusivos e também a oportunidades de emprego e isso nos deixa muito felizes, por esse motivo, pactuamos esta importante iniciativa”, explicou a secretária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.