Hospital da Criança e do Adolescente registra Covid-19 em apenas 3,9% dos casos suspeitos em um ano de pandemia

O Hospital da Criança e do Adolescente (HCA) divulgou um balanço do número de atendimentos de casos respiratórios realizados durante os doze meses da pandemia da Covid-19. Nesse um ano, apenas 3,9% dos pacientes com problemas respiratórios apresentaram diagnóstico positivo para o novo coronavírus.

Entre março de 2020 e fevereiro de 2021 foram atendidas 1.135 crianças e adolescentes com problemas respiratórios. Desse total, apenas 44 tiveram resultado detectado para a Covid-19. Os meses com mais casos foram julho e agosto, com 12 e 11 respectivamente. E no último mês de fevereiro não houve registro de pacientes com a doença.

De acordo com a diretora técnica da unidade, a médica Taís Dantas, a maioria dos pacientes não apresentou complicações significativas. “Não enxergamos casos com comprometimento severo, inclusive, não temos nenhum registro de óbito de criança com Covid-19 no HCA”, disse.

Ainda segundo a médica, o hospital também não registrou nenhum caso de síndrome inflamatória multissistêmica, que consiste em um agravamento generalizado causado pela Covid-19. “Felizmente, no Hospital da Criança e do Adolescente, não tivemos nenhum caso desse tipo”, ressaltou.

Apesar disso, a diretora percebeu um aumento do número de pacientes com outras doenças. “Esse período, entre março e abril, é reconhecidamente uma fase de aumento de casos respiratórios. Mas eles estão muito mais ligados a outras patologias, como bronquiolite, pneumonia, laringite, asma, crises de sinusite. Então, é necessário redobrar os cuidados também com essas doenças”, destacou.

A diretora enfatizou que a unidade hospitalar dispõe de leitos para internação em enfermaria e UTI e ainda destacou a segurança do atendimento no HCA. “Somos o serviço de referência para casos de Covid-19 em crianças e adolescentes. Mas criamos fluxos diferentes para os atendimentos, com a emergência no primeiro e segundo andar e a internação de casos não Covid-19 no segundo andar. Assim, os pais e responsáveis podem e devem procurar o HCA sempre que for necessário, até porque dispomos sim de leitos”, asseverou.

A médica Taís Dantas reforçou ainda a necessidade de seguir com os cuidados preventivos relacionados ao novo coronavírus. “Os cuidados continuam os mesmos: higienizar as mãos, usar máscaras, evitar aglomerações. E, nos casos de apresentar qualquer sintoma respiratório, procurar o HCA e, caso esteja assistindo aula presencialmente, suspender preventivamente a ida à escola”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *