Campina Grande lidera ranking de empregabilidade entre as maiores cidades do interior do Nordeste.

A nova atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgada pelo Ministério da Economia, reafirmou a rápida recuperação econômica de Campina Grande, após o período nebuloso causado pela pandemia de covid-19. Passado o momento mais crítico e com participação decisiva da Prefeitura, que enfrentou a pandemia sem relegar a economia, os diversos setores da economia produtiva comemoram os bons resultados acumulados ao longo do ano e que resultaram na criação de 6.184 novos postos de trabalho formais, entre os meses de janeiro e setembro de 2021.

Os números por si só já seriam impressionantes. No entanto, o Caged também aponta que este é o melhor saldo, quando comparado a cidades do mesmo porte. Vitória da Conquista – BA (5.446), Juazeiro do Norte – CE (4.985), Mossoró – RN (4.211), Caruaru – PE (4.017), e Arapiraca – AL (2.425).

O prefeito Bruno Cunha Lima analisou os dados da empregabilidade e destacou que os bons resultados são importantes para atrair novos empreendimentos para o município e, consequentemente, para que os índices continuem em crescimento. “Quando analisamos os números, percebemos que estamos em constante evolução no que se refere à oferta de empregos, em todos os setores da economia produtiva. Isso é importante para atrair novos empreendimentos e, como consequência, continuar em crescimento”, pontuou Bruno.

Contratação por setor da economia

O Comércio, um dos setores mais impactados pela pandemia, fechou ao longo do ano passado, 734 postos de trabalho com carteira assinada. Já em 2021, aparece como o segundo setor que mais contratou, com 1.015 contratações, ficando atrás somente do setor de Serviços, que abriu 3.480 novas vagas. A Construção Civil, que também sofreu forte impacto em 2020, abriu 820 novas vagas no período correspondente à análise; e a Indústria obteve saldo de 875 novas oportunidades.

A secretária Rosália Lucas também comemorou os resultados do Caged e reforçou o interesse de grandes empresas se instalarem na cidade. E lembrou a participação decisiva da Prefeitura, para que esse resultado fosse alcançado. “A gestão do prefeito Bruno Cunha Lima teve sempre uma postura muito firme, durante toda a pandemia, no que se refere ao cumprimento das normas sanitárias. Porém, com ações que permitiram a economia continuar produzindo. Esses números são motivo de muita alegria para nós”, disse Rosália.

No último mês de setembro, Campina Grande atingiu a marca de 99.058 trabalhadores com carteira assinada frente, aos 88.117 existentes no mesmo período do ano passado. Quando considerado o último trimestre de 2020 e o acumulado dos nove meses de 2021, a cidade apresentou o saldo de 10.941 novos postos de trabalho formais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *