Bolsonaro antecipa 13º dos segurados e pensionistas da Previdência Social.

Como havia prometido o presidente Jair Bolsonaro, publicou Decreto nº 10.695, que antecipa o pagamento do 13º salário dos segurados e pensionistas da Previdência Social.

A medida vai injetar R$ 52,7 bilhões na economia, favorecendo o processo de recuperação econômica, e, ao mesmo tempo, auxiliando a renda dos beneficiários da Previdência Social neste momento de enfrentamento da pandemia.

O pagamento ocorrerá em duas parcelas. A primeira, correspondente a 50% do benefício devido neste mês de maio de 2021, será paga juntamente com os benefícios dessa competência – de 25 de maio a 8 de junho. A segunda parcela será paga junto com os benefícios da competência do mês de junho de 2021 – de 24 de junho a 7 de julho.

Aposentados e pensionistas, em maioria, receberão 50% do valor do benefício. A exceção é para quem passou a receber o benefício depois de janeiro. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente.

Os segurados que recebem benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença) também têm direito a uma parcela menor do que os 50%. Nesse caso, a antecipação é calculada de acordo com o tempo de duração do benefício.

Por lei, não têm direito ao 13º salário os segurados que recebem benefícios assistenciais. Por isso, o número de benefícios com o 13º salário é menor do que o número total de benefícios pagos pelo INSS.

Calendário

Quem ganha até um salário-mínimo terá o pagamento liberado no período de 25 de maio a 8 de junho, de acordo com o último número do benefício, desconsiderando o dígito. Já os segurados com benefícios de valores acima do mínimo, receberão de 1º a 8 de junho. A segunda parcela do abono anual será liberada junto com a folha de junho– paga de 24 de junho a 7 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *