Prefeitura de Campina Grande realiza mais de 100 atendimentos no primeiro dia da Semana do MicroempreendedorCampina Grande realiza dias C de vacinação contra covid-19 para criançasPrefeitura entrega tablets e fardamentos a Agentes Comunitários de SaúdeBruno recebe empresários e estabelece metas para o setor melhorar a qualidade dos serviços à população de Campina GrandePrefeitura suspende serviço emergencial de transporte público para distritos, após normalização das linhasProjeto reserva 5% dos postos de trabalho para vítimas de violência domésticaNo Curimataú, consórcio intermunicipal é alternativa para cidades ofertarem consultas médicas para populaçãoPré-candidatos podem iniciar vaquinha virtual a partir de domingoBruno entrega kits escolares a estudantes da Escola Municipal Presidente KennedyPrefeitura de Campina realiza Semana do Microempreendedor IndividualBruno reage ao boicote das empresas de ônibus e coloca frota a disposição da população com tarifa zeroBruno assegura apoio da Prefeitura de Campina Grande à Mayara Rocha em competição internacionalQuase 57 mil recém-nascidos foram registrados sem o nome do paiGoverno Bolsonaro zera imposto de importação de alimentosJustiça decide que Pazuello não é responsável pela crise de oxigênio em ManausNo apagar das luzes do governo João Azevedo, PT rompe atacandoCampina Grande marca presença na Expo Turismo ParaíbaPrefeitura de Campina Grande garante na Justiça o transporte público para os distritosPrefeitura de Campina Grande promove avanço nas políticas públicas em benefício das pessoas com deficiênciaPrefeitura de Campina recebe prêmio de Cidade Empreendedora da região Nordeste na categoria Prefeito Empreendedor

“A Petrobrás não pode quebrar o Brasil.” Presidente Jair Bolsonaro.

“A Petrobrás não pode quebrar o Brasil.” Presidente Jair Bolsonaro.

Ontem (5), durante sua live semanal o Presidente Jair Bolsonaro, voltou a criticar os aumentos abusivos praticados pela Petrobras sobre os combustíveis.

O Presidente citou a pesquisa de opinião em que 70% dos entrevistados defendem uma intervenção do governo federal na Petrobras. O presidente descartou uma intervenção na empresa, mas chamou de “crime” o lucro da Petrobras chegar a 40 bilhões em um período de crise como o atual.

Citando Shell e BP, o presidente disse que essas empresas tem um lucro em torno de 10% enquanto a companhia tem um lucro de 30%. Bolsonaro afirmou que se houver mais um aumento dos combustíveis, o Brasil vai quebrar.

O presidente fez um apelo para que a Petrobras não implemente um novo reajuste nos preços dos derivados e classificou como “absurdo”, “estupro” e “abusivo” o lucro da empresa. O presidente voltou a lembrar que zerou os impostos federais sobre o óleo diesel.

Bolsonaro disse que não criticaria o novo presidente da Petrobras, mas comentou que o seu salário mensal é de R$ 200 mil e que os diretores recebem R$ 110 mil, além de bonificações adicionais. E que com isso os gestores da empresa têm obrigação de buscar uma alternativa para o aumento dos preços dos combustíveis.

O presidente pediu reiteradas vezes que a empresa não aumente o preço dos combustíveis, em especial do diesel.

“Nota-se quando o preço do barril petróleo sobe a Petrobrás reajusta seus preços quase que automaticamente, mas quando o preço do barril cai, ela quase sempre não diminui seus preços” disse o presidente.

Antes de encerrar a live, o presidente afirmou que se houver um novo aumento do preço do diesel, o nome da empresa irá para a “lama”.

Comentou também que hoje estará com o Ministro de Minas e Energia e o Presidente da Petrobras para discutir com representantes da Guiana a participação da empresa na exploração de petróleo e gás na região.

Bolsonaro encerrou a live pedindo que a Petrobras “não quebre o Brasil” e não “aumente o preço do diesel”. O presidente disse fazer esse apelo em nome do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.